Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2010

Manifesto Contra a Baixaria e pela Democracia

Nós, professores, servidores técnico-administrativos e estudantes da Universidade de Brasília – UnB – diante da desqualificação do debate eleitoral que escamoteia a reflexão necessária sobre as questões essenciais para o Brasil, estamos apreensivos com as ameaças de retrocessos das conquistas alcançadas pelo Brasil nos últimos oito anos.
Historicamente, a UnB tem sido referência na luta pela democracia e liberdade do povo brasileiro, nascida do ideário de construção de uma nação soberana, desenvolvida, justa e solidária. Por este motivo, entendemos ser nosso dever nos posicionarmos publicamente.
Não esquecemos dos anos FHC. Privatização da Vale do Rio Doce, o escândalo das propinas na privatização da Telebrás, privatização do ensino superior, o escândalo do Projeto Sivam, a farra do Proer – dinheiro público para os bancos privados. Criminalização dos movimentos sociais: arapongagem, massacre do Eldorado dos Carajás, repressão aos petroleiros. O caos financeiro do fim dos anos 90: explos…

O amigo que o Serra conhece muito bem: Paulo "Petro"

Ami@s navengantes

Vamos mostrar o amigo do Serra, o vulgo Paulo "Preto" o homem bomba dos tucanos. Aquele que conhece Serra muito bem, o amigo que o Serra não quer ver até o final das eleições, aquele que o PIG finge que não existe e a tudo custo esconde. O assunto que a Globo não toca. Dar para perceber como seria o Brasil com Serra.

É onde Dilma foi assertiva e calou a boca do Serra com seu falso moralismo, o cara não defende nem a esposa, deve ser porque D. Mônica Serra caluniou de verdade.

Um projeto para o Maranhão com Flávio Dino Governador

No Maranhão, ao longo de sua história, um modelo secular de domínio político se instala em três momentos distintos - com a palavra os históriadores para contraditar. O primeiro momento que me refiro foi no final do século XIX e início do XX com Benedito Leite; o segundo esteve a pleno vapor até os anos 60 do século XX, com Vitorino Freire e, o terceiro momento com vitória eleitoral de Sarney em 1965, cujo processo naquele contexto, a olhos incautos, transpareceu um "abalo sismico" na estrutura de dominação que históricamente - na verdade, os elementos contraditorios dessa última premissa é o que vamos demonstrar aqui .

A Sarney chega ao poder apoiado pelos generais do golpe de 1964 o colocou em patamar bastante importante na república. Votou em Castelo Branco para presidente no colégio eleitoral, este se saíndo vencedor do processo indireto. Essa vitória tem repercusões importantes na força política de Vitorino, cujo lastro também era baseado no poder central do Brasil.

Em 2…

Flavio Dino: Vamos construir um novo futuro para o Maranhão

Em visita à cidade de São Benedito do Rio Preto, o candidato ao governo do Maranhão, Flávio Dino, expôs uma série de propostas para a cidade. Ele discursou aos moradores e recebeu o apoio da população, que respondeu com bandeiraço, apertos de mão e sinais de positivo.
O candidato da coligação Muda Maranhão assumiu o compromisso com a conclusão do asfaltamento da MA-224, bem como outras estadas vicinais que possam atender a população de São Benedito do Rio Preto e de vários outros municípios do interior do estado. Além disso, também está na lista de obras do plano de governo do candidato a construção de um hospital na cidade, com mais leitos, atendimento de pediatria e centro cirúrgico.

"Sabemos dos problemas enfrentados pela população do Maranhão para tratar da saúde e é por isso que esse setor é uma das prioridades do nosso governo. Vamos construir hospitais de verdade. Unidades de saúde que não serão apenas prédios. Terão médicos, remédios e leitos suficientes para o povo", …

Imperialismo procura envolver sudeste da Ásia contra China

Esse artigo é uma republicação do Portal Vermelho que achei importante trazer ao nosso blog. Aponta luzes aos caminhos geopolíticos da atualidade, necessitando uma ampliação do conhecimento da nação sobre tais sigularidades mundiais. Com efeito, o Brasil deve se movimentar adequadamente aos interesses nacionais de nosso povo. Boa leitura!

"A ascensão contemporânea da China, indissociável do caminho iniciado com a revolução de 1949 e a fundação da República Popular (…) transformou-se numa fixação obsessiva para as grandes potências capitalistas e acima de tudo os EUA que a encaram como uma ameaça maior econômica e, a prazo, militar.", Por Luís Carapinha, para o jornal Avante!*

A elevação da China à condição de grande potência econômica não é coisa de somenos. Depois de, em 2007, ter ultrapassado a Alemanha, os dados trimestrais do PIB divulgados em agosto mostram que a China já é a segunda maior economia do globo, atrás dos EUA.

Posição que, tudo indica, conservará no final de 2…

Detalhes da descoberta de gás no Maranhão

O empresário Eike Batista comparou a descoberta de gás da sua empresa OGX na bacia do Parnaíba, no Maranhão, com a produção da Bolívia, país que fornece mais da metade do insumo que o País consume atualmente. Segundo ele, as descobertas vão propiciar produção de 15 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. A Bolívia entrega cerca de 30 milhões de metros cúbicos diariamente, segundo contrato firmado com a Petrobras.


“O Evo Morales tirou minha siderúrgica lá e nós viemos procurar gás do lado de cá”, brincou o empresário, ao lembrar da saída forçada do país vizinho. O último poço perfurado tem vazão para produzir 400 mil metros cúbicos por dia, um potencial oito vezes maior do que esperava a companhia. A OGX comunicou ao mercado que identificou a presença de gás no poço 1-OGX-16-MA, no bloco PN-T-68, na bacia terrestre do Parnaíba.

“Esta descoberta abre uma nova fronteira exploratória em uma bacia terrestre, fato que não ocorria há aproximadamente duas décadas no Brasil. Convém tam…

Globo mostra o que esperar na reta final

Reproduzo artigo de Rodrigo Vianna, publicado no blog Escrevinhador:

Não é nenhum blogueiro que afirma. É o analista (e bom jornalista) do “Estadão”, João Bosco Rabello, quem analisa a forma como Bonner e Fatima trataram Serra na sabatina do “JN”:

“Foi o candidato que passou menos tensão (…) Teve espaço para desenvolver sua gestão e suas ideias na saúde e foi contemplado pelos apresentadores com o bônus de discorrer sobre as vantagens de um sistema de pedágio que premia os resultados das rodovias estaduais. Não foi pressionado nos temas mais delicados. Foi mais fácil para ele que para seus antecessores os 12 minutos na bancada do Jornal Nacional.”

E não é nenhum deputado do PT que reforça, mas o Roberto Jefferson, hoje aliado de Serra:

“William Bonner e Fátima Bernardes facilitaram para o meu candidato. Foram mais amenos com ele.”

Preciso dizer algo mais?

Preciso.

Como já afirmei aqui, a blogosfera talvez tenha força para oferecer um contraponto à velha mídia impressa. Mas a Globo, sozinha,…

Globo tira a máscara no Jornal Nacional

Reproduzo artigo de Fábio Michel, publicado na Rede Brasil Atual:

Como era de se esperar, a repercussão da entrevista da candidata Dilma Rousseff ao Jornal Nacional ganhou espaço entre a blogosfera imediatamente após a transmissão, na noite da segunda-feira (9).
Para Luis Nassif, cujo blog saiu do ar (mais uma vez) em razão da quantidade de acessos simultâneos, "(a entrevista) foi laboratório amplo de como o jornalismo pode utilizar estereótipos vazios em uma campanha eleitoral", referindo-se ao fato de o 'Casal Nacional'", em especial o apresentador William Bonner, provocar Dilma, ao perguntar sobre seu suposto temperamento impulsivo, capaz de “maltratar” ministros.

Bonner pode ter causado um mal-estar nos círculos administrativos da TV Globo ao questionar a candidata sobre as alianças do PT com figuras conhecidas da política nacional, como José Sarney e Fernando Collor, ambos proprietários de emissoras de TV retransmissora do sinal da Globo em seus estados.

Luiz C…

Serra pode perder seu "último trunfo" com debate na Bandeirantes

Em junho, o jornalista Valdo Cruz já dizia que os tucanos criaram ao longo dessa eleição várias lendas. "Primeiro, de que Dilma não subiria nas pesquisas. Subiu. Depois, que ela seguiria tropeçando e cometendo erros, que a fariam cair nas pesquisas. Não aconteceu. Depois, que seria impossível fechar a aliança com o PMDB. Fechou. Agora, dizem os petistas, a avaliação de que Dilma se sairá mal nos debates será a última das lendas tucanas", afirmou Cruz em sua coluna na Folha de S. Paulo.
Esta "lenda" pode estar prestes a cair na próxima quinta-feira (5), durante o debate da TV Bandeirantes, que será a primeira oportunidade de confronto direto entre os quatro principais candidatos à Presidência: Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Plínio Sampaio (PSOL).

Os assessores da candidata petista dizem que os tucanos terão uma surpresa pela frente. Dilma tem sido treinada para enfrentar debates e, segundo quem participa desses treinamentos, tem se saído m…

Liberdade de expressão vs liberdade de imprensa

Caros leitores apresento aqui no nosso blog um debate sobre a questão da liberdade de impressa tão defendida pela mídia burguesa. A primeira parte é inciada pela fala de Venício Lima apresentou, na sede do Sindicato dos Engenheiros de São Paulo, seu novo livro, intitulado “Liberdade de Expressão versus Liberdade de Imprensa”. Estavam presentes para debater o tema Paulo Henrique Amorim, Luis Nassif, Fábio Konder Comparato e Mino Carta.

Abaixo você confere a filmagem – feita com celular, então há que ser compreensivo - de pouco mais de 2 horas de debate.

As falas, de aproximadamente 15 minutos cada, seguem a ordem:

Venício
Fábio Konder
Mino Carta
Nassif
Paulo Henrique
Os temas abordados, diversos, vão do conceito de liberdade de expressão e de imprensa, nos pensadores do século XVII, aos assinantes-fantasmas da Folha e da Veja; passando por problemas concretos como a falta de prestação de contas nas concessões públicas de rádio e TV.



Se Discute.com

Fonte: Se Discute.com

José Dirceu não vai "estuprar o PCdoB no Maranhão"

Às vésperas da reunião do Diretório Nacional do PT no último dia 11, circulou em Brasília um comentário atribuido ao ex-ministro petista José Dirceu: "Vamos ter de estuprar o PCdoB no Maranhão". Em sua crueza meio obscena, a frase exprime bem o espírito da intervenção na seção maranhense do PT, para forçar o apoio a Roseana Sarney (PMDB) e não a Flávio Dino (PCdoB) para governador, como o Encontro PT-MA deliberara em abril. Ocorre que nem todas as vítimas se deixam estuprar, ou caluniar, com a pecha mentirosa de 'serrista'.
Por Bernardo Joffily
Charge de Flávio Dino, no traço de Spacca
Nas entrelinhas, o comentário deixa entrever talvez também algum peso na consciência do autor. Ele confessa a natureza do gesto hediondo e inafiançável, não só contra o PCdoB e seu candidato, mas contra a maioria do PT, o PSB, os movimentos sociais, os legítimos anseios mudancistas e modernizadores que ganham força no Maranhão.

Dois a 12 contra Dirceu, em seu próprio blog...

Em público, por…

A luta pelo fim do mandonismo oligárquico sarneísta

A decisão do dia 11 de junho de 2010 em Brasília demonstra um equívoco inaceitável da direção nacional do PT. Ela é um equívoco pragmático ao esforço conjunto das forças de esquerda que apoiam a candidatura Dilma a presidência da república, pois vende o Maranhão, o Estado depauperado pelo desmando da sua elite por séculos, a chantagem podre dos Sarney pela consolidação da aliança pemedebista. Isto é, uma iguaria degustativa aos chacais do atraso do Maranhão.
Talvez a direção nacional do PT e seus espúrios aceclas locais não saibam. O nosso glorioso estado foi, de certa forma, responsável por manter a integridade territorial do país ao aderir república e não conflagrar a Confederação do equador, que dividiria o Brasil em dois . Nossa história é nobre! O Maranhão não dever ser tratado de qualquer jeito ao ser entregue as moscas, aos comedores de carniça do atraso.
A direção nacional do PT, ao intervir na seção local do partido, desrespeita seus militantes e a necessidade histórica do povo…

Maranhão 66, vale a pena ver de novo!

Caros leitores desse blog.

O processo político no Maranhão está em ebolição. O vídeo abaixo trás à tona reflexões que todo Maranhense deve fazer em relação a sua história, em particular, a história recente. As promessa não cumprida por Sarney são evidentes neste vídeo. Ele para derrotar o Vitorinismo, sob as benesses da ditadura, não rompe com as práticas políticas anteriores, muito pelo contrário, perpetua uma tradição já instalada no Maranhão por séculos. Com a instalação do golpe de 64, ocorre a eleição por via indireta no congresso nacional do novo presidente. É eleito o general Castelo Branco com voto favorável de Sarney, então deputado federal. Esse evento marca também o enfraquecimento de Vitorino Freire, que votara em Eurico Gaspar Dutra para presidente no colégio eleitoral. Sarney, após ser eleito governador do Maranhão, torna-se um dos aliados em nível local aos desígnios da ditadura, a mesma que destruiu toda uma possiblidade que as políticas da reformas de base poderia …

Joaquin Roriz, o pai de todos os escândalos do DF

Graças a Joaquim Roriz, candidato ao governo do Distrito Federal pelo PSC, à rotina de escândalos políticos de Brasília, simbolizada pela prisão do governador José Roberto Arruda (ex-DEM), agregou-se o deboche. Desde o dia 23 de fevereiro, Roriz aparece em rápidas inserções do programa eleitoral do PSC, do qual é presidente de honra, para demonstrar uma inusitada indignação com o esquema de corrupção montado por Arruda e aliados no DF.

Por Leandro Fortes, no blog Brasília, eu Vi

As falas, visivelmente editadas, tentam compensar a incapacidade de articulação narrativa de Roriz, mas o elemento ofensivo do discurso não está na forma, mas no conteúdo. Roriz, pai de todos os escândalos do DF, nos últimos 20 anos, se diz indignado com o que vê. E não se trata de uma piada.

“É tão vergonhoso, é tão escandaloso e eu fico numa indignação eu fico numa vergonha meu Deus do céu, como pode chegar nisso aí?”, pergunta Roriz, aos céus. “Mas, por outro lado, eu vejo firmeza na Justiça. A Justiça vai pu…

Arruda preso: um abalo sísmico na impunidade

A crise que se abate sobre o Distrito Federal deixa a população atônita com tanto desmando. O escândalo de corrupção em que figura como principal envolvido o governador não deixou dúvida aos ministro do Tribunal de Justiça ao decretar a prisão preventiva de Arruda e mais cinco envolvidos. O pedido de prisão foi decretado pela tentativa de compra de testemunhas.
É necessário continuar e aprofundar as investigações com permanência da prisão de Arruda, além disso, afastar o seu vice-governador, Paulo Otávio, pois também figura como envolvido no âmbito da operação Caixa de Pandora.


Os deputados distritais que compõe a base aliada de Arruda barraram todas as ações de impedimento(impeachment) e de investigação do esquema de corrupção no GDF, não não deixam apurar nada, nem na CPI nem nas comissões que deveriam analisar o impedimento do governador.
A recente tentativa de suborno de testemunha levou o ministro do tribunal de justiça encarregado do caso a pedir a prisão de Arruda, pois entendeu q…

Apontamentos sobre o Maranhão

A história do Maranhão é cheia de idas e vindas. Entre 1600 e o início do século XX o estado passou da pujança econômia propiciada pela exportação do algodão e arroz a hecatombe, segundo Rossini Corrêa (1993). A miopia da elite senhorial e sua elite intelectual, afeita ainda um idílico vice-reinado transtântico, só concebeu a república e sua intregração ao mundo espartano brasileiro ao ser reconhecida enquanto Atenas. Na concepção dos nosso gregos timbirenses, uma Atenas que se diferia do resto do Brasil ao ser reconhecida como tal.
No presente, observamos que determinados setores da elite política e econômica do estado não aprendeu com os erros cometido no passado que levou o Maranhão de 4ª maior economia do Brasil a última no espaço sócio-econômico da nação, fruto da visão tosca e estática da elite timbirense, pois perderam o rumo da modernização capitalista e ficaram ainda ligados ao modo de produção arcaico baseado no escravismo, mesmo com posterior indústria, mas sem o folego nece…

Dupla Zé Meia e Tietê

Uma dupla do panetone. As estrela do show bussiness da estrátégia DEMo-Tucana para levar o Brasil a banca rota.