Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2007

O partido conservador chamado mídia burguesa

Nos últimos tempos temos visto um partido conservador que atua diuturnamente nos bastidores da política, este não tem registro no sistema eleitoral brasileiro mas possui grande representatividade de poder, estamos falando do poder midiático.
O caso da queda do avião da Gol durante o processo eleitoral de 2006 e o da TAM, mas recentemente, demonstra o quanto vidas humanas somente fazem parte do material político que a mídia conservadora e golpista se utiliza para atingir o seu objetivo estratégico, o desgaste político do governo Lula, como bem frisa Paulo Henrique Amorim em seu blog “Conversa afiada”.
Os noticiários das principais empresas jornalística do país deixam evidentes a atuação política do partido conservador midiático. Os seus colunistas agem como porta-vozes do sistema conservador capitaneado por seus patrões e demonstram um ódio e preconceito de classe, uma insatisfação com o resultado eleitoral que elegeu o atual presidente do país, estes demonstram um viés antidemocratismo …

Síndrome do “urubu na carniça”, o estágio doentio da mídia conservadora

Nem bem as chamas se apagaram, nem o sofrimento dos parentes das vítimas se aplacou, a mídia conservadora procura faturar em cima da tragédia. Em um noticiário matinal de uma grande rede, os comentaristas já acharam o culpado pelo acidente aério, o presidente Lula.
Por esse ponto de vista, para que fazer perícia, investigação das condições da pista, saber as condições de operação da aeronave, fazer degravação da caixa preta se já existe um responsável por tudo.
No Brasil temos uma crise, uma crise da imprensa, esta cada vez deixa evidente ao grande público que tem um viés político determinado, ela representa interesses políticos e econômicos inconfessáveis. A notícia, em si, torna-se um detalhe. O sentimento das pessoas envolvidas transforma-se matéria prima para exploração política do fato noticiado, nada mais que isso.
A mídia conservadora perde-se no caminho tortuoso da síndrome do urubu na carniça, em sua sanha para desgastar um governo democraticamente eleito pelo povo, utiliza-se…

A renúncia de Roriz, o início do começo da nova política no DF

A renúncia do ex-senador Joaquim Roriz não acaba com a vergonha que assola o Distrito Federal. O seu suplente, Gim Argelo, tem igual ficha de escândalos, este é apontando como participante do rateio dos 2, 23 milhões.
As denúncias apontam que o suplente tem processo de improbidade que possibilita ao conselho de ética do senado indicar sua cassação, pois há elementos suficientes, em sua vida pregressa, para investigá-lo por quebra de decoro parlamentar.
O povo do Distrito Federal não merece exposição vergonhosa pelos atos de corrupção praticados por alguns de seus políticos, entre eles Roriz e Argelo. Um dos crimes que são denunciados trata da compra de resultados em processos na justiça eleitoral, algo que está no foco das denúncias sob investigação.
A atitude mais sensata que esperamos da justiça eleitoral do DF é a cassação do diploma de senador conferido a Roriz, o que consequentemente inviabilizava a posse dos suplentes, assim fazendo justiça ao resultado das eleições, que apontou o …

O Pan e o oportunismo da oposição conservadora

O Pan começou

O início dos jogos pan-americano foi marcado por uma grande festa. Um Maracanã lotado recebendo de braços aberto os atletas de toda parte do continente americano, afinal, todos somos americanos.
Por outro lado, não podemos esquecer que a infra-estrutura e organização dos jogos foram possíveis graças a uma ação política decisiva para viabilizar o evento e credenciar o Brasil sediar outras competições a nível mundial.

Aplausos e vaias

A grande mídia não titubeou em atribuir as vaias a presença do presidente Lula ao evento. Não vacilou em negar que este teve papel destacado, como desportista que é, em dar prioridade orçamentária para que o ministério dos esportes, diga-se de passagem, dirigido por um comunista, alocasse recurso a esse grande evento esportivo das américas.
Eu atribuo as vais a agitadores “esquerdistas” inconseqüentes e a uma direita raivosa que teve o objetivo de fazer coro a mídia conservadora, estes cumpriram o papel de uma oposição raivosa e deslocada das aspi…