Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Ucrânia e os esforços desesperados para salvar o dólar dos EUA

De acordo com o escritor e analista de pesquisa de mercado americano, Dr. Jim Willie, a atual crise da Ucrânia não é nada como a luta do Oriente e do Ocidente pela supremacia financeira. "Eu acho que Willie escreveu que estávamos em uma situação desesperadora. O governo dos EUA não podem permitir que a Ucrânia se tornasse um ponto de trânsito central através do qual pipelines alargariam a zona de comércio euro-asiático em expansão. Tentam por todos os meios impedir o desenvolvimento da zona de comércio euro-asiática porque os Estados Unidos e a Grã-Bretanha, neste caso, iriam ficar para trás. Se você cavar um pouco mais e tentar entender o que realmente está acontecendo, podemos perceber nos recentes eventos  três  ataques a Gazprom russa. O primeiro ataque a esta grande empresa russa foi velado em eventos cipriotas. A maior subsidiária da "Gazprombank", localizado em Chipre. Além disso, a Rússia tem utilizado Chipre como uma câmara de compensação para comprar barras de…

Ucrânia e o grande tabuleiro de xadrez

[*] Pepe Escobar, Asia Times Online − The Roving Eye “Ukraine and the grand chessboard” Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu
O Departamento de Estado dos EUA, pela porta-voz Jennifer Psaki, disse que notícias de que o diretor da CIA John Brennan teria dito aos mudadores-de-regimes em Kiev que “conduzissem operações táticas” – ou alguma “ofensiva antiterrorista” – no leste da Ucrânia são “completamente falsas”. Significa que as notícias são verdadeiras. Brennan já transmitiu a ordem de marcha. No momento em que escrevo, a campanha “antiterroristas” – com seu simpático toquinho de retórica à Dábliu – já degenerou em farsa.
Agora, combinem essa notícia com o Secretário-Geral da OTAN, o cão-de-caçaRetriever holandês, Anders Fogh Rasmussen, a latir sobre o reforço militar ao longo da fronteira leste da OTAN: “Teremos mais aviões no ar, mais navios na água e mais prontidão em terra”.
Aí está. Bem-vindos à doutrina da guerra pós-moderna dos Dois Patetas.
Paguem ou morram congelados
Para todos os pro…

Começou uma nova Guerra Fria. Que alívio!

2/4/2014, The SakerThe Vineyard of the SakerA new Cold War has begun - let us embrace it with relief!Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu
Considerada a relativa calmaria que parece configurar-se na Ucrânia, o momento parece propício para examinar o impacto que os dramáticos desenvolvimentos naquele país tiveram sobre o cenário político interno da Rússia e o que esse impacto, por sua vez, pode significar para a (des)ordem internacional. Para isso,gostaria de começar por um breve resumo de uma tese que já mencionei antes.
Preparando a parte russa do palco
Primeiro, uma lista itemizada dos tópicos que já se discutiram nesse blog:  
1.Não há real oposição parlamentar na Rússia. Mas, não, não, não porque “Putin é um ditador”, nem porque “a Rússia não é uma democracia”, mas, sim, simplesmente, porque Putin manobrou brilhantemente ou para cooptar ou para cortar as garras de qualquer oposição. Como? Usou bem sua autoridade pessoal e carisma para promover uma agenda à qual os demais partidos nã…